quinta-feira, 25 de março de 2010

O Pré - Sal Brasileiro

Pré – Sal é uma extensa camada que se estende por uma faixa de 800 Km e 200 km de largura, entre os estados de Santa Catarina e Espírito Santo. O termo pré – sal é uma definição geológica que significa que a camada foi depositada antes do sal, sendo uma camada mais antiga. A camada de sal se estende até 2000 metros de espessura e a profundidade dos reservatórios do Pré – Sal encontra-se a aproximadamente 7 mil metros.

Observe no mapa abaixo que a camada do Pré - Sal ocupa áreas litorâneas dos Estados do Espírito Santo, Rio de janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Observe na figura abaixo que o petróleo está concentrado em vários capos como o de Iara e Tupi, Júpiter, Guará e Carioca e outros.

No esquema abaixo, podemos perceber que as riquezas do Pré-sal, não se resume ao petróleo mas há também grandes quantidades de gás natural o que pode diminuir a dependência do Brasil em relação ao Gás importado da Bolívia.


A aproximadamente 122 milhões de anos América do Sul e África formavam apenas um único super continente chamado Godwana, que devido a movimentações tectônicas separaram-se, desenvolvendo uma longa e estreita bacia sedimentar com formato de golfo que mais tarde formaria o Oceano Atlântico. Neste golfo circulavam águas saturadas de cloreto de sódio e outros sais solúveis. Sucessivas épocas de evaporação intensa propiciaram a deposição de evaporitos. Assim, a hoje espessa camada de sal encontrada na margem continental brasileira recobre sedimentos lacustres e transicionais que geraram o petróleo e o gás natural presentes nas bacias sedimentares do Sudeste brasileiro. A palavra pré – sal, passou a fazer parte do noticiário nacional quando em 2007, a Petrobrás anunciou a descoberta do campo de Tupi, na Bacia de Santos. Desde então novas descobertas foram anunciadas. Analistas mais otimistas acreditam que o Pré – Sal abrigue algo próximo de 80 bilhões de barris, o que poderia colocar o Brasil na sexta posição na produção de petróleo no planeta, ficando atrás apenas de Arábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait e Emirados Árabes Unidos. O problema é que a retirada desse produto do subsolo é uma tarefa bastante complicada e exige altos investimentos em tecnologia, algo em torno de 600 bilhões o que pode em caso de queda do preço no cenário internacional, tornar a produção inviável.
Observe no esquema abaixo, que o processo é extremamente complicado e caro, exigindo altos investimentos e teconologia.


Observe no esquema abaixo, que a camada do Pós-sal se encontra numa condição muito acima do Pré-sal, o que facilita e barateia o custo da extração.

Assista ao vídeo explicativo abaixo:

video

Para saber mais sobre Pré - sal clique nos links abaixo e assista aos vídeos relacionados:
http://www.youtube.com/watch?v=2cfjagozwQ8

http://www.youtube.com/watch?v=Ox0g5BYrKxE&feature=related


Referências:
EAtulidades, Vestibular e Enem. Promessas para o futuro. 2009; paginas 110 – 113.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Camada_pr%C3%A9-sal
http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u440468.shtml http://www.mundovestibular.com.br/articles/7678/1/Pre-Sal/Paacutegina1.html http://www.ibp.org.br/main.asp?View={70411687-443D-4072-BB40-C1A0E66F1AFB} http://www2.petrobras.com.br/Petrobras/portugues/area_tupi.asp http://www.brasildefato.com.br/v01/agencia/especiais/especiais/petroleo/entenda-o-que-e-a-camada-pre-sal

Nenhum comentário:

Atividades sobre o Período Compreendido entre as Grandes Guerras Mundiais 01- (UPF) Leia alguns dos artigos  do Tratado de Versalhes. ...