Olá!

Seja bem vindo ao Geofácil.








Este blog foi desenvolvido para o trabalho da disciplina de Geografia e áreas afins com estudantes do Ensino Básico. Caso necessite de algum gabarito ou outras informações, o e-mail é sergiogta2007@hotmail.com

Que Deus abençoe poderosamente a sua vida



Seguidores

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Questão Agrária no Brasil e no Mundo

1- (UNIFEI) A chamada Revolução Verde promoveu grande aumento da produtividade em diferentes regiões agrícolas do planeta, por meio do uso de fertilizantes químicos, agrotóxicos e sementes selecionadas. Apesar do desenvolvimento técnico e econômico, a Revolução Verde provocou conseqüências ecológicas e sociais. Assinale a alternativa incorreta.
a) A utilização de fertilizantes e de agrotóxicos tem por objetivo aumentar a produtividade e evitar quebra na safra.
b) Os fertilizantes e agrotóxicos são levados pela chuva para os córregos e rios, prejudicando o equilíbrio ecológico de seus ecossistemas.
c) Houve um enriquecimento tanto da flora quanto da fauna silvestre, devido a grande utilização de fertilizantes e produtos químicos.
d) Devido à utilização de fertilizantes e agrotóxicos, os produtos cultivados são mais vigorosos e abundantes.

2- (MACKENZIE) "Em alguns países, produzem-se alimentos suficientes para toda a população nacional e para a exportação. Então a questão não é o tamanho da população, mas a tecnologia que está sendo usada e o investimento que está sendo feito”.
(Jacques Diouf, diretor geral da FAO, em entrevista concedida à Revista Veja, edição 2057 -23 de abril de 2008)
Segundo o diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a alta do preço dos alimentos assusta, mas não condena o mundo à fome, como afirmam aqueles que ressuscitam o fantasma de Malthus, título da matéria da revista. Em relação à escalada dos preços dos alimentos, considere as afirmações abaixo.
I. Aumento de preço, devido à redução da oferta de alimentos em decorrência das alterações climáticas e doenças nos rebanhos do planeta, que tem provocado graves quebras de safras.
II. O incentivo dos governos dos países emergentes e do Japão aos produtores de etanol, derivado do milho ou do arroz, fez aumentar a cotação desses grãos, estimulando agricultores de alimentos a
migrarem para a produção de biocombustíveis.
III. O preço do barril de petróleo tem aumentado sucessivamente desde o início de 2007, o que elevou o preço dos transportes e insumos agrícolas.
IV. O dinamismo da economia mundial que vem crescendo nos últimos anos tem aumentado o consumo de alimentos em países emergentes, onde vivem mais de 1/3 da população mundial.
Estão corretas,
a) apenas, I e II.
b) apenas, I e III.
c) apenas, III e IV.
d) I, II, III e IV.
e) apenas, I, III e IV.

3- (UFSCAR) Um agrossistema é um tipo ou modelo de produção agrária em que se observa quais cultivos ou criações são praticados, quais são as técnicas utilizadas, como é a relação da agricultura ou da pecuária com o espaço – tanto em termos de densidade quanto da dimensão e propriedade da terra – e qual é o destino da produção.
A partir desse conceito, qual seria a melhor forma de classificar os agrossistemas?
a) Agricultura tradicional, moderna e alternativa.
b) Agricultura mediterrânea, plantations, itinerante e de subsistência.
c) Agricultura irrigada, minifúndios e latifúndios.
d) Agricultura de jardinagem, itinerante e mediterrânea.
e) Pecuária extensiva e intensiva.

4- (UEMG) A partir do final do século XIX, o consumo de alimentos pela população e de matérias primas agrícolas, pelo setor industrial, atingiu patamares sem precedentes na história das sociedades. Nesse contexto estabeleceu-se a chamada agropecuária comercial moderna. Em relação à agropecuária comercial moderna, todas as afirmações constantes das alternativas a seguir estão corretas, EXCETO:
a) Nesse sistema agrícola, grande parte das propriedades rurais é administrada como uma empresa.
b) O nível de tecnicismo aplicado na agropecuária comercial moderna dispensa a mão-de-obra especializada.
c) Os altos custos dos equipamentos e dos insumos fazem com que a agropecuária moderna seja viável, especialmente em médias e grandes propriedades rurais.
d) A agropecuária moderna é caracterizada pelo uso intensivo de recursos tecnológicos no campo.

5- (UNEAL) A pecuária em que o rebanho é criado obedecendo a métodos modernos que permitem uma seleção do gado para o corte, reprodução ou leite, utilizando pasto plantado e rações suplementares, é denominada:
a) Pecuária Intensiva.
b) Pecuária Extensiva.
c) Pecuária Nômade.
d) Pecuária Ultra-extensiva.
e) Pecuária de espaços semi-áridos.

6- (Mack – SP) Assinale a alternativa correta sobre a estrutura fundiária do Brasil:
a) Os latifúndios representam os menores percentuais da área ocupada.
b) Os minifúndios e as médias propriedades representam mais de 80% do numero de estabelecimentos agrícolas;
c) Tanto em área ocupada como em numero de propriedades predominam as empresas rurais;
d) Considerando o número de propriedades, predominam os latifúndios;
e) Considerando a área ocupada, predominam os minifúndios;

7- (Univales – RS) No Brasil, o acesso a terra e seu uso sempre foram temas explosivos. Na década de 1950, foram as Ligas Camponesas que surgiram no Nordeste e chamaram a atenção do mundo. Hoje, é o MST que movimenta o país. Esses movimentos denotam que no Brasil:
a) A estrutura agrária é dominada pelo latifúndio, o qual muitas vezes se encontra improdutivo.
b) A procura pela terra demonstra a vocação agrária do brasileiro e a pouca terra disponível para a agropecuária.
c) O acesso à terra sempre foi democrático, por isso surgiram esses movimentos reivindicatórios.
d) A grande queda na produção industrial verificada nos últimos anos levou o homem a lutar pela posse da terra.
e) A produção agrária é muito valorizada;

8- (Enem) A grande produção brasileira de soja, com expressiva participação na economia do país, vem avançando nas regiões do cerrado brasileiro. Esse tipo de produção demanda grandes extensões de terra, o que gera preocupação, sobretudo:
a) Econômica, porque desestimula a mecanização;
b) Social, pois provoca o fluxo migratório para o campo;
c) Climática, porque diminui a insolação na região;
d) Política, pois deixa de atender ao mercado externo;
e) Ambiental, porque reduz a biodiversidade regional;

9- Dos produtos agropecuários elencados abaixo, assinale aquele que não faz parte da pauta de exportações brasileiras:
a) Soja; b) Café; c) Laranja; d) Trigo; e) Carne;

10- (UFV-MG) “Tem muita gente sem terra, tem muita terra sem gente” (Cartaz do MST, inspirado nos versos de lavradores de Goiás).
A luta pela terra no Brasil existe há décadas e já fez várias vítimas entre trabalhadores do campo, religiosos e outros. Entre os principais razões dos conflitos de terra no Brasil, pode-se citar:
a) A disputa pelas poucas áreas férteis em nosso território, típico de terras montanhosas.
b) A perda do valor da terra agrícola pelo crescimento da industrialização no nosso país.
c) A divisão excessiva da terra em pequenas propriedades, dificultando o aumento da produção.
d) A concentração da propriedade da terra nas mãos de poucos e a ausência de uma reforma agrária efetiva.
e) A utilização intensiva de mão de obra permanente, onerando o grande produtor rural.

11- (Enem) O autor do texto abaixo critica, ainda que em linguagem metafórica, a sociedade contemporânea em relação aos seus hábitos alimentares.
Vocês que têm mais de 15 anos se lembram quando a gente comprava leite em garrafa, na leiteira da esquina? [...]
Mas vocês não se lembram de nada, pô! Vai ver nem sabem o que é vaca. Nem o que é leite. Estou falando isso porque agora mesmo peguei um pacote de leite  leite em pacote, imagina, Tereza!  na porta dos fundos e estava escrito que é pasterizado, ou pasteurizado, sei lá, tem vitamina, é garantido pela embromatologia, foi enriquecido e o escambau.
Será que isso é mesmo leite? No dicionário diz que leite é outra coisa: ‘Líquido branco, contendo água, proteína, açúcar e sais minerais’. Um alimento para ninguém botar defeito. O ser humano o usa há mais de 5 000 anos. É o único alimento só alimento. A carne serve pro animal andar, a fruta serve pra fazer outra fruta, o ovo serve pra fazer outra galinha [...] O leite é só leite. Ou toma ou bota fora.
Esse aqui, examinando bem é só pra botar fora. Tem chumbo, tem benzina, tem mais água do que leite, tem serragem, sou capaz de jurar que nem vaca tem por trás desse negócio. Depois o pessoal ainda acha estranho que os meninos não gostem de leite. Mas, como não gostam? Não gostam como? Nunca tomaram! Múúúúúúú!
FERNANDES, M. O Estado de S.Paulo, 22 ago. 1999.
A crítica do autor é dirigida:
a) ao desconhecimento, pelas novas gerações, da importância do gado leiteiro para a economia nacional.
b) à diminuição da produção de leite após o desenvolvimento de tecnologias que têm substituído os produtos naturais por produtos artificiais.
c) à artificialização abusiva de alimentos tradicionais, com perda de critério para julgar sua qualidade e sabor.
d) à permanência de hábitos alimentares a partir da revolução agrícola e da domesticação de animais iniciada há 5 000 anos.
e) à importância dada ao pacote de leite para a conservação de um produto perecível e que necessita de aperfeiçoamento tecnológico.

12- (Unifesp) No Brasil, a fronteira agrícola está localizada:
a) no Pontal do Paranapanema, gerando tensão social e a presença do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra.
b) na faixa litorânea, resultando na devastação dos mangues e na ocupação de sua área pela população de baixa renda.
c) na Amazônia, onde as áreas agrícolas surgiram por iniciativa governamental, desde o último quartil do século passado.
d) no extremo sul, devido à presença de população de origem européia, que dividiu a terra em minifúndios produtivos.
e) nas bordas fronteiriças, para evitar o ingresso e a ocupação da população de países vizinhos no território.

13- (UFPB) No Brasil, a Lei de Terras de 1850:
a) foi promulgada simultaneamente com a Lei de Sesmarias.
b) tinha por finalidade garantir aos imigrantes europeus e asiáticos o acesso à terra.
c) possibilitou o acesso à terra mediante a doação de terras devolutas aos posseiros já residentes no Brasil à época.
d) pretendia estimular a desconcentração fundiária e a agricultura de subsistência.
e) favoreceu a expansão do latifúndio monocultor baseado no modelo de plantation.

14- (FGV-SP) Os mapas I e II destacam, respectivamente, a predominância dos seguintes usos da terra:

a) Pecuária melhorada / pecuária primitiva.
b) Grande agricultura comercial / extrativismo vegetal.
c) Pecuária melhorada / pequena agricultura comercial e de subsistência.
d) Pecuária primitiva / extrativismo vegetal.
e) Pequena agricultura comercial e de subsistência / grande agricultura comercial.

15- Miséria, escassez e má distribuição de alimentos, desnutrição e degradação ambiental continuam afligindo o mundo. A chamada “Revolução Verde”, baseada na utilização de tecnologias intensivas em insumos, ocorreu sem a devida distribuição de terras e também contribuiu para a expansão da erosão dos solos, a poluição das águas e perda da biodiversidade.
Com relação à “Revolução Verde”, são feitas as seguintes afirmações.
I. Os sistemas de cultivo predominantes são as policulturas geneticamente heterogêneas.
II. Tem maior produtividade em termos de mão-de-obra e gera retorno econômico mais rápido do que os sistemas agroecológicos.
III. Utiliza o conhecimento tradicional e incentiva a participação das comunidades locais.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Apenas II e III.

16- (PUCCAMP-SP) Nos Estados Unidos, a região das Planícies Centrais tem apresentado grande evolução agrícola: no Corn Belt, o milho está cada vez mais associado à beterraba e à soja; no antigo Cotton Belt encontram-se, hoje, ao lado do algodão, a pecuária, a avicultura e cereais diversos e no Sul, a irrigação introduziu produções agrícolas que associam o trigo de inverno com milho e sorgo.
A leitura do texto permite concluir que:
a) é forte a intervenção do Estado na organização espacial da agricultura norte-americana.
b) as antigas regiões de monocultura, os belts, estão cedendo lugar a sistemas agrícolas mais complexos e diversificados.
c) atualmente, só o Oeste montanhoso apresenta áreas de monocultura e os belts, de frutas cítricas.
d) a produção cada vez mais voltada para o mercado interno fez desaparecer quase por completo a agricultura especializada dos belts.
e) o crescimento de outros setores da economia tem provocado a diminuição da produção agrícola dos belts.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Que País é Esse

Essa atividade pode ser adaptada para alunos de 6º ano/5ª série e utilizada como forma de aprendizagem dinâmica e recreativa, podendo o professor propor outros países. O professor fala uma característica de cada vez para que os alunos tentem responder.País 01-
01- É o país com maior taxa de crescimento econômico do mundo;
02- Sua capital é Pequim;
03- Uma muralha e o panda são símbolos desse país;
04- Localiza-se na Ásia;
05- País mais populoso do mundo;
País 02-
01- O nome de sua capital é Camberra;
02- É considerado um continente ilha;
03- É o maior país da Oceania;
04- É a terra dos Cangurus;
05- Sua maior cidade é Sidnei;
País 03-
01- É o país mais rico do mundo;
02- Sua capital é Washington;
03- Nova Iorque é sua cidade principal;
04- É chamado de Tio Sam;
05- Possui 50 estados confederados;
País 04-
01- Sua capital é Moscou;
02- Parte de seu território está na Europa e parte na Ásia;
03- Durante muito tempo fez parte da URSS;
04- Seus principais pontos turísticos são a Praça Vermelha e o Kremlin;
05- É o maior país do mundo;
País 05-
01- É o maior país da América do Sul;
02- Foi descoberto no dia 22 de Abril de 1500;
03- Possui 26 estados mais o DF;
04- Na América do Sul, apenas dois países não fazem fronteira com ele;
05- Sua capital é Brasília;
País 06-
01- É o maior país do continente americano;
02- O nome de sua capital é Ottawa;
03- A maior parte de seu território possui clima muito frio;
04- É o segundo maior país do mundo;
05- Está localizado ao norte dos Estados Unidos;
País 07-
01- É o país mais rico do continente africano;
02- A capital administrativa é Pretória;
03- Durante muito tempo viveu o regime do Apartheid;
04- Seu principal ponto turístico é a Cidade do Cabo;
05- É o único país do continente a sediar uma copa do mundo;
País 08-
01- País formado por várias ilhas;
02- Era até recentemente, o segundo país mais rico do mundo;
03- Seu destaque é a tecnologia, principalmente a robótica;
04- Possui a maior metrópole do mundo;
05- Sua capital é Tóquio;
País 09-
01- Possui uma das sete maravilhas do mundo antigo;
02- Localiza-se no continente africano;
03- Fica as margens do rio Nilo;
04- Sua capital é Cairo;
05- É o país das pirâmides;
País 10-
01- Vasco da Gama e Cabral são nomes importantes da sua história;
02- Está localizado na Europa, mais precisamente na Península Ibérica;
03- Em determinado período sua história mistura-se com a do Brasil;
04- Foi metrópole do Brasil;
05- Sua capital é Lisboa;

domingo, 17 de outubro de 2010

Brasil – Caminhando para a Ditadura dos homens de Togas Pretas

A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de arquivar o processo contra um motorista que se recusou a fazer o teste do bafômetro e que tem o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), alegando o direito constitucional dos cidadãos de não gerarem provas contra si, joga na lama a Lei Seca, tão comemorada por brasileiros de bem, até mesmo, pelos dados que comprovam que 2.302 vidas foram polpadas em todo país até 18 de junho de 2010.
Ao contrário os Senhores do Supremo e da OAB acreditam que o direito do indivíduo de dirigir bêbado e se recusar a fazer um exame deve ser maior do que o direito do cidadão que tem sua vida colocada em risco por causa de um motorista que usa seu veículo não como um meio de transporte, mas sim como uma roleta russa pronta a acertar alguém. Abre precedente também, por exemplo, para uma situação de estupro onde o acusado pode se recusar a fazer um exame de DNA, mesmo que haja coleta de espermas ou pele do agressor nas unhas da vítima só porque ele não é obrigado a produzir provas contra si.
Pouco a pouco vemos nosso país se transformar no país onde os direitos de quem anda “fora da lei” (leis que agora são definidas pelo STF, quando o seu papel na verdade é aplicação e não a elaboração), são sempre maiores dos que os cidadãos que tem como objetivo o respeito as instituições e leis brasileiras, o cidadão de bem.
As desculpas ou as motivações são as mais absurdas possíveis como datas, verbos, interpretações, nunca o bom senso e a justiça como princípio.
Caminhamos para uma Ditadura dos homens de togas pretas sim, por que agora cabe a esses senhores decidirem quem serão os fichas sujas ou fichas limpas e como disse Demétrio Magnoli em entrevista a TV Bandeirantes, será ficha suja quem não tiver bom relacionamento com os juízes e será ficha limpa quem o tiver. Atualmente temos visto rotineiramente esses senhores decidindo se determinada Lei vale ou não vale se será implantada ou não. Talvez eu não entenda muito de democracia, mas pelo que conheço, o Poder que aprova e definem as leis é o Legislativo, ao Judiciário cabe apenas cuidar para que essas leis sejam cumpridas e não ostentando o poder de aprová-las ou desaprová-las.
Outro detalhe da Ditadura é que esses senhores não são eleitos pelo povo brasileiro, onde na verdade poucos sabem realmente quem são e como chegaram a esse posto. A Eles são outorgados o poder de receber altos salários, até maior que o do Presidente da República e as vezes até acima do teto estabelecido e, agora de impedir que leis que são aprovadas pelo Congresso e de iniciativa popular como é o caso da Lei da Ficha Limpa ou, que tenha poupado milhares de vidas, sejam adotadas neste País.
Como durante o Regime Militar, cabe a nós esperar qual será o próximo ato de nossos ditadores.

Oriente Médio

Assista também aos vídeos: https://www.youtube.com/watch?v=Hn96hId_4B0 https://www.youtube.com/watch?v=vCxq0bduGgg