Olá!

Seja bem vindo ao Geofácil.








Este blog foi desenvolvido para o trabalho da disciplina de Geografia e áreas afins com estudantes do Ensino Básico. Caso necessite de algum gabarito ou outras informações, o e-mail é sergiogta2007@hotmail.com

Que Deus abençoe poderosamente a sua vida



Seguidores

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Países Asiáticos

01. (PUC-SP/adaptação) A grande recuperação econômico-social que marca a sua história recente, fundamentada em um milagre modernizador que, entre outros condicionantes, se apoiou em formidáveis injeções de capitais externos e na exploração interna de sua abundante mão-de-obra barata, transformou o país em moderna superpotência do mundo capitalista. Hoje, juntamente com seu grande rival, trava uma agressiva concorrência ligada à conquista e a manutenção de mercados em escala mundial, da qual, porém, não escapam seus importantes mercados externos. Esses dois países, que juntos são responsáveis por cerca de um terço do produto mundial e que estão envolvidos nesse formidável conflito de interesses, são:
a. China e Taiwan.
b. Japão e Rússia.
c. Japão e Estados Unidos.
d. Japão e China.
e. Estados Unidos e China
02. (Unitau) O arroz, alimento fundamental das gigantescas aglomerações populacionais da Ásia Monçônica, apresenta as seguintes exigências ecológicas:
a. clima mediterrâneo sem exageros, isto é, com chuvas de primavera e inverno e um verão quente e seco.
b. altas temperaturas, elevada umidade e solos ricos e fáceis de inundar.
c. temperaturas relativamente elevadas e pluviosidade entre 500 e 900 mm.
d. climas secos de altas temperaturas.
e. nenhuma das condições acima.
03-(UFF-RJ)
A China é apontada, hoje, como uma futura superpotência mundial. Apesar de sua abertura gradual e do aumento das desigualdades sociais, o país oferece uma série de vantagens para o capitalismo internacional. Assinale a única alternativa falsa em relação a essas vantagens:
a - O grande mercado consumidor real e potencial que o país oferece.
b - A localização privilegiada junto às economia que mais crescem no mundo contemporâneo.
c - A sólida infra-estrutura em termos de transportes, energia e comunicações.
d - Mão-de-obra muito farta e extremamente barata em relação a outros países da região.
e - Várias zonas econômicas especiais, com condições muito favoráveis aos investimentos estrangeiros.
04-(Unifesp-SP)
Assinale a alternativa que relaciona corretamente a tabela com alterações verificadas na China.



L´État du monde, 2001.


Nas últimas décadas, o país
a) transformou-se em uma plataforma de exportação de produtos industrializados, com participação de capital externo.
b) passou por uma abertura comercial que resultou no incremento do mercado interno, em detrimento das exportações.
c) democratizou-se, a ponto de garantir acesso a bens manufaturados à população chinesa.
d) diminuiu a venda de produtos agrícolas, em função da maciça migração do campo para suas principais cidades.
e) baixou suas vendas de produtos energéticos para fornecer energia a Taiwan, que considera seu território.
Japão
05-(UFMG)
A respeito do Japão, qual a afirmativa errada?
a) A situação de Arquipélago, em região de contato de correntes marinhas quentes e frias, é favorável á atividade da pesca.
b) A existência de relevo montanhoso na maior parte do território limita a existência de agricultura.
c) Seu território faz parte de uma área instável da crosta terrestre, o que explica a ocorrência de terremotos e erupções vulcânicas.
d) Enquanto o sul do arquipélago possui clima subtropical, o Norte está sujeito ao clima temperado com invernos muito rigorosos.
e) A riqueza mineral do território é um dos principais fatores de crescimento industrial japonês.
06- (UNIRIO - RJ)
Em Junho de 1998, o governo japonês reconheceu que mergulhou na recessão. Como causa deste processo podemos citar a:
I - crise asiática, onde empresas japonesas instaladas nos "Tigres" amargaram prejuízos, e bancos do Japão viram comprometidos empréstimos feitos a países asiáticos.
II - Falta de dinamismo do mercado interno japonês, que possui altos índices de consumo interno.
III - concorrência da economia norte-americana, que recuperou sua capacidade de inovação com a Revolução Técnico-científica.
É (São) verdadeiras(s) a (s) afirmativas(s):
a) I apenas.
b) I e II apenas.
c) I e III apenas.
d) II e III apenas.
e) I, II e III.
07-(UNB-DF)
Considerando apenas fatores geográficos, o Japão não poderia ser uma das mais poderosas nações do mundo. Em menos de um século - depois que Matthew Perry aportou na baia de Tóquio pela segunda vez, em 1854, o Japão transformou-se em um Estado isolado e praticamente medieval, feudal, em uma superpotência econômica moderna e inovativa. De fato, o Japão é pequeno. Faltam-lhes recursos naturais importantes. A maior parte do país é montanhosa. As florestas que são consideradas sagradas, cobrem quase dois terços do país, o que representa mais do quem em qualquer outra nação industrializada. Apenas 15% do seu território podem ser aproveitados para a agricultura. Situado no anel do fogo de pacífico, o Japão está sujeito a violentos terremotos, erupções vulcânicas e "tsunamis", ondas devastadoras gigantescas, causadas por maremotos.
Com o auxilio do texto, julgue os itens seguintes, indicando Verdadeiro ou Falso.
(1) No Pacífico, o Japão centraliza uma vasta área de influência, constituindo-se em um pólo econômico.
(2) O comércio exterior é um dos pilares da economia japonesa.
(3) Registra-se na História relações igualitárias e pacíficas, de intercâmbio dos japoneses com outros povos asiáticos, o que facilitou a sua industrialização mesmo sem contar com grandes fontes de recursos naturais.
(4) O "anel de fogo do Pacífico", referido no texto, diz respeito a uma faixa de instabilidade por ser o limite entre placas tectônicas.
08-(UNB-DF)
As novas idéias divulgadas pela glasnost e pela perestroika transformaram significamente as relações entre países componentes do então bloco soviético e as relações internacionais no mundo atual. Acerca desses acontecimentos, julgue os itens a seguir.
(1) O grande desenvolvimento tecnológico da ex-União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) foi um dos principais motivos das reformas que ocorreram no plano econômico com a Perestroika.
(2) A dinâmica das reformas políticas e econômicas do período Gorbatchev na URSS favoreceram a reestruturação externa em busca de desarmamento.
(3) A economia de mercado que se instalou após a queda do bloco socialista provocou rápido desenvolvimento industrial, aumento do mercado de trabalho e melhorias nas condições de vida, principalmente da população russa.
(4) Uma das conquistas importantes para as ex-repúblicas soviéticas que se tornaram independentes foi a eleição de seus presidentes pelo voto popular.
09-(PUC-MG)
Considerando a Rússia na nova ordem mundial, assinale a opção incorreta:
a) Tem uma economia mais significativa que a dos países emergentes, igualando-se aos países centrais nos setores industriais e tecnológico.
b) Acumulou-se um extraordinário arsenal nuclear ao longo dos anos, capaz de destruir varias vezes a Terra.
c) A crise russa gerou impacto nos mercados emergentes e redirecionou os interesses das finanças internacionais.
d) Os reflexos da instabilidade econômica refletem-se nas bolsas de valores e geram turbulências em países centrais e periféricos.
e) Passa por graves transformações políticas e seus programas governamentais têm dificuldade de atender às necessidades da nação.

Mato Grosso